Thursday, September 27, 2007

e assim vai o mundo


Ontem e anteontem deram altas ondas na santa terrinha e bateram-se por larga margem todos os recordes de crowd num só dia. A praia de carcavelos parece que está a fazer um degrau na areia que não deixa as ondas rebentar na maré cheia e assim o crowd desloca-se para a praia mais próxima, S.Pedro e Bafureira. Foi sempre assim, carros a passar de um lado para o outro e ninguem entrava ali no parking da nossa terrinha... até anteontem. Ao que parece as molengas do lado (s. peters e cia. ) já estavam de lotação esgotada desde manhã, e assim deu-se a tragédia. Carros com grupinhos de 4, 5 surfistas, carrinhas cheias de bifes, e as maravilhosas escolas de surf, com as suas advanced surf tecno hiper prós aulas de surf, que chegam com as carrinhas cheias de putos que já surfam muito, mas que mesmo assim não sabem escolher uma onda nem sequer se posicionar no pico, não têm boas maneiras, roubam ondas a uns e a outros e ainda refilam. O caos chegou ao buraco, contámos mais de 30 dentro de água e durante todo o dia mais de 100. A saga continua e só tem tendência a piorar. A falta de noção da maioria do pessoal do beach break e das escolinhas de como funciona uma onda que rebenta exactamente sempre no mesmo sitio é incrivel. Entram para dentro de água à maluca, posicionam-se pessimamente, estão sempre no sitio errado à hora errada. Confirma-se que esses cursos de surf avançado, de avançado têm muito pouco, as lições teóricas de dar um chek it out antes de entrar e tentar perceber como o sitio funciona ficam sempre para outro dia. Valha-nos ao menos isso. Desenho-zebird

14 comments:

pas said...
This comment has been removed by a blog administrator.
andré said...

é assim amigos , money talks ,não se faz surf por vocaçao ou gosto mas por moda . infelizmente não é só o surf ...

dizia ela baixinho said...

triste notícia, esta.

e eu que julgava que tinhas dramatizado o cenário algumas postas atrás...

in fact, money talks, shit walks.
neste caso, surfa.

CREDO!

dizia ela baixinho said...

e aquelas roullotes catitas nesse parque de estacionamento que mencionas? o q lhes aconteceu? [licenças, condições de higiene, de salubridade, controlo da qualidade alimentar, o plano de ordenamento, pois, isso tudo...]

Mas... AAAAAAAHHHH!

...as noites de estudo entrecortadas por uma ida à roullote p recuperar energia e concentração, comendo um hamburger ou A sopa da pedra. com o bónus de encontrar sempre um amigo/a pendurado/perdido lá e logo uns dedos de conversa. ou as noites de ruína ainda mais arruinadas com a derradeira - mas reconfortante - visita ao último dos redutos da noite@parede. those where the days...

chuinfff...

é voltar a por lá as roullottes. ocupam espaço e entram menos carros. quanto à ASAE, pensa-se depois.

i say!

Coffen said...

Pois é, infelizmente o caos chegou á santa terrinha, mas para ser sincero não me chatearam nada, até deu para rir porque constatei que realmente estas fornadas de "new radical surf destroyers" só sabem daquelas manobras que se faz no skate, que depois dá acesso ao circo mais próximo (tentar dar uma batida antes de completar um drop!?!?... fdx por favor!) É triste que putos que surfam bem melhor que nós, não consigam chegar a uma praia que desconhecem e fiquem parados 10 minutos em silêncio a olhar em redor para entenderem onde vão entrar, onde vão sair, e mais importante onde é o pico!!!... mas não! é mais giro uivar, bater com as portas dos carros, rádios em altos berros, olhar com ar de entendido para os rails da prancha do amigo que era de um pró, mostrar o novo fato que o Kelly usa, aquelas poses e atitudes que os machos do reino animal fazem para conquistar femeas.
Eu sei que as rampas de skate são sempre iguais mas custa muito olhar para o mar 10 minutos, ou então se não sabem, pelo menos sejam estertos e espiem os locais para ver como fazem? Felizmente isso não acontece, e ainda bem!!!
Foi um regalo ver trinta e tal gajos (e meninas tb, que por incrivel que pareça tinham mais noção do que o resto dos putos) dentro de água e só nós é que apanhavamos as ondas boas do set.
Se continuar assim não me importo, desde que pelo menos não se ponham estacionados à frente do buraco!!!, isso é o que mais me irrita, de resto... coitados!!!

PS. Até polacos estavam dentro de água!?!?!?

Anonymous said...

"e assim vai o mundo" e não vai nada bem... fonix, tá difícil mesmo o raio da vida.

zamotanaiv said...

Já estava a estranhar não aparecer aqui nenhum comentário teu à opera do buraco, à mega encenação de verdi com milhares de figurantes! Fiquei chocado com a cena, mas ainda apanhei uma ao lado do barros! já tinha saudades. Que pena aquele cenário... deixa crescer e é ve-los a ir dar à cruz. Os putos com os pés todos chinados e os paizinhos a pedir explicações aos stores loirinhos.....
Agora espero que não venham mais até eu acabar este trabalho... vá lá, é só duas semanas...
Um Abraço

zamotanaiv said...

Espreita lá no 20 a sequencia da minha manhâ nesse dia...

choco said...

vai la á terrinha se queres ver o que crowd....e...todas as cenas desagradaveis que possas imaginar,entendo a tua revolta e a tua dor..soluçau: tenho uns planos pa um longboard malino..acaba-se o crowd a tua volta,isso garanto,agora vai ser difiçil fazer amizades..ehehehe...força e aguenta-te á bronca..

https://blogger.spotdoxoco.com

cortomaltese9 said...

Graças a deus, na minha "terrinha" ainda reina uma atmosfera de relax.

willypaints said...

aqui vai .como prof de surf só tenho a dizer que tens razão é verdade na memória tenho aqueles anos de oitenta e cinco até noventa e picos se surfava com dois ou tres e lá do pico molenga de s pedro se via por vezes um paparuco lá ou fundo na parede

Anonymous said...

Ó zé.... mais um bocadinho e o prof és tu....
Com tanta explicação... C---lho!!!

:) ;)

Anonymous said...

, estão sempre no sitio errado à hora errada. "......deves tar sempre nesse "mesmo sitio"..pois so falas sobre o mau posicionamento das escolas..algo se deve passar tb com o teu "gps"...mas pronto...
boas ondas...

pterox said...

Epá, não faço ideia quem é o autor deste blog, mas preciso reconhecer que tem muito a ver com a minha maneira de olhar para o surf. Quanto aos crowds e escolas de surf não vale a pena bater mais no ceguinho. Só uma besta de olhos tapados não vê o que está a acontecer.